quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Constituição da molécula de ADN 2

Olá! Hoje irei falar um pouco mais sobre a molécula de ADN. A unidade básica do ADN é o nucleótido, este é constituído por um grupo fosfato que confere à molécula características ácidas, uma pentose designada desoxirribose e uma base azotada.

Existem quatro tipos de bases azotadas, estas podem ser pirimídicas (bases de anel simples) como a timina e a citosina, ou podem ser púricas (bases de anel duplo) como a adenina e a guanina. A relação bases púricas com bases pirimídicas tem valores muito próximos da unidade.

No nucleótido o grupo fosfato liga-se ao carbono 5' e a base azotada liga-se ao carbono 1' da desoxirribose. Os nucleótidos ligam-se sequencialmente de modo a formar uma cadeia polinucleotídica. Cada novo nucleótido liga-se pelo grupo fosfato ao carbono 3' da pentose do último nucleótido da cadeia. O processo repete-se na direcção 5' para 3'.

A molécula de ADN é formada por uma dupla cadeia polinucleotídica. As duas cadeias unem-se através de ligações pontes de hidrogénio que se estabelecem entre as bases azotadas por complementaridade.

  • A adenina liga-se com a timina por duas ligações hidrogénio.
  • A guanina liga-se com a citosina por três ligações hidrogénio.

As cadeias de ADN são cadeias antiparalelas pois à extremidade 3' livre de uma cadeia corresponde à extremidade 5' livre da outra.

A estrututra do ADN é igual para todos os seres vivos. No entanto, a grande variabilidade de seres vivos deve-se à sequência e o número de bases variar de ser vivo para ser vivo.

Até amanhã!

Sem comentários: